– Posso internar meu familiar em uma clínica sem um encaminhamento médico?

Não, a não ser que a clínica tenha um médico psiquiatra para recebê-lo.

– A presença de um médico psiquiatra na clínica é importante? Por quê?

Sim. É muito importante que o paciente seja atendido por um psiquiatra, pois a dependência química e o alcoolismo são doenças.

 

– Como posso evitar que o meu filho consuma drogas?

Não existem receitas. É importante manter uma boa relação com o seu filho que permita a discussão e reflexão conjunta sobre todos os assuntos que vão surgindo ao longo de sua vida, entre eles o consumo de drogas, dando o apoio que ele precisa e estando sempre atento aos seus estudos ou trabalho, ajudando-o a crescer e também crescendo juntamente com ele.

 

 – Como posso saber se o meu filho consome drogas?

Os sinais de alerta para o eventual uso de drogas podem ser muito variados. Por exemplo, as mudanças dos ritmos de vida (sono, alimentação), as mudanças bruscas de humor, as mentiras, um grande secretismo por parte do jovem sobre a sua vida, as suas atividades, as suas relações com os amigos, os gastos inexplicáveis de dinheiro, podem apontar para uma situação de uso.

 

 – O que devo fazer se descobrir que o meu filho consome drogas?

Se descobrir que seu filho está usando drogas, procure imediatamente um profissional da área psiquiatra ou psicológica, pois sabemos que quanto mais cedo se interfere, com tratamento ambulatorial ou mesmo internação, a chance de recuperação é maior.

 

 – A Clínica Jequitibá realiza testes para detecção de drogas?

 

Sim. A Clínica possui estrutura para isto.

De qualquer forma, a melhor maneira de perceber se o seu filho está usando drogas é estar atento às suas alterações de comportamento e tentar manter uma relação suficientemente próxima e afetiva com o ele.